SER MÃE E TRABALHAR À NOITE 

Eu devo ser uma espécie de bicharoco extraterrestre entre os músicos. Quase todos eles são noctívagos. Eu começo a cair para o lado à meia-noite e às 7.30 da manhã estou fresquinha e cheia de energia. Sempre digo que tenho a profissão com o horário errado.
Nestes anos de maternidade, o que mais me tem custado é sair de casa à noite e deixar os miúdos na hora em que eles ficam mais mimosos. Quando o Juan Cruz (10 anos) vê que me estou a maquilhar, começa a perguntar: vais cantar? Não demores muito!

Nunca percebi uma coisa: quando uma pessoa quer dormir de manhã, toda a gente acha normalíssimo. Eu quero dormir à noite e olham para mim com cara de bicho do mato! Não é justo.
O certo é que o trabalho dos músicos não é só à noite. É durante o dia, fim de semana, feriados, férias e dias do próprio aniversário. Como todos os trabalhadores por conta própria, nunca deixamos de trabalhar, de ver os mails ou responder chamadas a qualquer hora, mesmo que seja enquanto baloiçamos o pequenino no parque ou na caixa do supermercado.

Não há dúvidas de que é mais fácil trabalhar das 9 às 18 num sítio qualquer, com ordenado ao fim do mês, mas fazer o que se gosta acaba por compensar todos os esforços, ausências e quilómetros  de carro.
Hoje é dia de ensaio para amanhã  tocar o meu novo disco no Casino da Figueira. Vemo-nos lá!

Screenshot 2017-04-27 14.04.26.png

Screenshot 2017-04-27 14.14.12.pngScreenshot 2017-04-27 14.05.10.png

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s