Dar de mamar tem que ser natural

Lembro-me sempre de uma frase que disse um médico a uma amiga minha: “Amamentar tem que ser algo natural, quando significa um stress ou sacrifício para a mãe, deixa de ser natural.”
Portanto, quando começa a ser um problema, a coisa funciona mal e o melhor é buscar uma alternativa que deixe a todos em paz.

No hospital onde nasceram os meus babies, as enfermeiras têm a preocupação de registar o peso do bebé todos os dias. Eu pergunto: todos os bebés sobem de peso da mesma forma?
No meu último parto (cesariana) o Santi e eu ficamos de rastos porque levei uma dose de anestesia para cavalo, tanto que me custava falar certo nos dias seguintes.
O Santi dormia imenso (ainda hoje dorme) e as enfermeiras estavam sempre a insistir para o acordar e dar de mamar. Eu bem tentava mas ele queria dormir. Não fazia sentido ter o miúdo agarrado à maminha, dormido. Isso levou a que começasse com problemas de feridas e até sangue, logo nos primeiros dias. Nesse estado não podia dar de mamar, por tanto, o leite de fórmula começou muito cedo na vida dele.
Mesmo assim, depois de recuperar continuei, mas num processo que já vinha mal desde os primeiros dias.
Perdi peso muitíssimo rápido depois do parto, o que também não ajudou nada na produção do leite, por isso, depois de muitos esforços, aos 3 meses deixei de amamentar.
Seria tanto melhor se os profissionais de saúde orientassem as mães para seguir o instinto e o comportamento do seu filho, sem querer estandardizar o sistema, porque somos todos diferentes.
Por exemplo, eu sou incapaz de dar de mamar à demanda. Sou uma pessoa de horários e funcionou bem comigo que os miúdos comam com horas certas. Foi assim que também puderam dormir bem, sem acordar à noite.
Mas o que funciona bem para mim pode não ser igual para outras mães. Tenho pena de não ter seguido o meu senso comum nos primeiros dias, pressionada pelas enfermeiras com a desculpa do peso e outras parvoíces.
Ainda há muito para melhorar relativamente a este tema para que a maternidade seja menos invadida por “verdades irrefutáveis” para voltar a ser algo natural.

mamar maitena.jpg

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s