Trabalho e maternidade

Nunca ouvi ninguém a perguntar a um homem como se arranja para trabalhar desde que tem filhos, mas é uma pergunta muito habitual entre as mulheres.
Para mim tem sido um desafio enorme conseguir algum equilíbrio porque gosto de ficar com os meus filhos até aos 3 anos. Além disso, costumo pôr os miúdos sempre em primeiro lugar e quando me lembro de tratar de mim já não há tempo.
Trabalhar em casa com miúdos a precisar de atenção é uma missão que parece impossível.

O equilíbrio na maternidade tem um nome: empregada (ou creche ou o que for). Ou seja, o equilíbrio encontra-se quando se deixa o cuidado das crianças nas mãos de outra pessoa.
Uma mãe faz malabarismos quando tenta enviar um mail ao mesmo tempo que o filho pede para fazer um puzzle, ou quando tenta ter uma conversa telefónica enquanto o miúdo faz barulho.  Já tive que desmarcar uma reunião por Skype porque ao meu filho não lhe apeteceu dormir sesta nesse dia, ficando eu sem esse tempo disponível para trabalhar.

Portanto, acho que não existe o equilíbrio real. Só existe dar o cuidado deles a outra pessoa para podermos trabalhar.

O meu filho mais novo começa o infantário em Setembro e eu já estou a fazer uma lista da quantidade de coisas que vou voltar a fazer.  Não me arrependo nada de ter ficado com ele este tempo mas uma coisa é certa: ninguém disse que era fácil.

busy-mom.jpg

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s